COMO A PRÓPRIA EDUARDA DIZIA "MÃE TU ÉS A MINHA ESTRELA CINTILANTE"
AGORA PASSOU A SER A EDUARDINHA, A ESTRELA CINTILANTE QUE BRILHA BEM DO ALTO DOS CÉUS

segunda-feira, 5 de abril de 2010

Um dia, juntaremos de novo todas as peças do puzzle


Um filho está sempre no interior sentimental dos seus pais. A sua profundidade e a sua vivência, fazem com que desde o primeiro dos instantes do seu nascimento, até ao derradeiro dia de uma qualquer partida, dele ou nossa, se promova sempre o Amor.
Quem percebe este código sentimental são os Pais e Filhos, numa harmoniosa cumplicidade. Aqui ou aí, sei que o Amor é a força do infinito das relações verdadeiras, percebo que é esse o sentimento que nos guia, ilumina, nos conduz. Só o Amor verdadeiro consegue desvendar que estamos incondicionalmente com quem Amamos, mesmo quando a distância nos perturba, fere ou dilacera. É esse Amor que do infinito nos leva ao permanente estado de felicidade, mesmo que esse mesmo sentir seja sempre incompleto porque o puzzle não se consegue construir na totalidade.
Um dia, juntaremos de novo todas as peças. Ajudados pelas borboletas, voaremos até ao infinito, estaremos novamente juntos, construíremos mais uma vez o nosso Castelo, pedra por pedra.

2 comentários:

Ana disse...

Ola!
Eu como mãe que sou bem sei tudo o que disse neste lindo e sentido texto...
Parabens pelas lindas palavras que utilizou para transmitir um engorme amor que sente pela estrela que mais luz tem para nos iluumirar os nossos corações.
Um beijo grande

Maria Assunção M. G. Rebelo disse...

Deixo apenas o silêncio de um Coração magoado (mãe), saudoso, sofrido, que viu partir a luz dos seus olhos para o Céu, um Menino,meu filho, um Anjo de Luz, que um dia irei ver. Apenas aprendi a conviver com a dor, e a resignação,nada mais...
Obrigado pelas suas palavras de vida.
Pois quem parte está vivo e é luz, acompanha-nos, sem vermos e são os nossos Amores.
Nós pertencemos ainda ao mundo dos mortos, só seremos verdadeiramente vivos, quando chegarmos á outra margem do rio.
Partilho consigo/convosco, a mesma dor, no silêncio de cada dia que passa.
Que Deus e a Vossa Menina vos ajude, tal como peço para mim.
Que o meu Menino e Deus me acompanhem sempre. Esta dor é sem medida e é uma Viagem sem Bilhete de Regresso. Apenas espero partir também. Em cada ano que passa mais me apróximo da partida para o Além e para o meu Amor.